sexta-feira, 18 de abril de 2014

Lenine desembarca em Parnaíba para visitar projetos ambientais

A promoção de ações socioambientais está sendo realizada através da turnê “Encontros Socioambientais com Lenine”. O cantor iniciou este mês visitas aos projetos socioambientais pelas regiões do país e que são patrocinados pela Petrobras.
Ele já percorreu sete dos projetos anfitriões e desembarcou na tarde desta quinta-feira (17/04) no aeroporto de Parnaíba onde participou de uma coletiva de imprensa e seguiu para a Barra Grande no município de Cajueiro da Praia (PI) e segue para o Projeto Pesca Solidária, em Jericoacoara no Estado do Ceará onde fará uma apresentação no sábado (19/04).
Lenine vai celebrar com um show a realização do sonho das pessoas que se dispuseram a trabalhar por questões ambientais e que tornem as pessoas melhores. Mas antes passará amanhã (18/04) por Chaval. O objetivo é dar mais visibilidade aos projetos através do projeto Encontros Socioambientais com Lenine: música e sustentabilidade numa nota só. “Esse show é uma maneira de descobrir e celebrar essas almas do bem que tocam esses projetos; uma troca de experiência e informações para valorizar esse sonho humano de algumas almas abnegadas que optam por trilhar um caminho que é a melhoria do ser humano”, enfatizou o cantor.
Lenine afirmou que seu trabalho não é só entretenimento, mas está relacionado à formação da cidadania. “Minhas músicas são resenhas de temas relevantes”, afirmou. O projeto Pesca Solidária tem entre suas finalidades a proteção ao meio ambiente direcionado ao desenvolvimento econômico.
 Proparnaiba.com 

Presidente do Conselho de Saúde de Parnaíba leva reivindicações ao ministro da saúde

Erivelton Fontenele e Arthur Chioro , em Fortaleza.
Erivelton Fontenele e Arthur Chioro , em Fortaleza.
Na tarde da última quinta-feira, 10 de abril, o presidente do Conselho Municipal da Saúde de Parnaíba, o empresário Erivelton Fontenele, esteve com o ministro da saúde, Arthur Chioro, em Fortaleza (CE).  Na ocasião foram abordados assuntos referentes à estrutura da Saúde no Estado do Piauí e no Município de Parnaíba, a qualidade de atendimento do SUS e possíveis soluções para as demandas abordadas.
Segundo o Ministro Arthur Chioro existem ações pontuadas em caráter nacional e estas se estendem ao estado do Piauí e a cidade de Parnaíba. Erivelton Fontenele classificou como produtiva e fundamental o contato direto entre o controle social e o poder executivo. “Parnaíba precisa de resultados e se somos nós que temos que contribuir para trazer”, disse o presidente do conselho.
a24horas

Mão Santa é o pré-candidato mais rejeitado, diz pesquisa

Mão Santa vai para mais uma tentativa.Mão Santa tem a maior rejeição entre os pré-candidatos ao Governo do Estado nas eleições gerais deste ano, segundo a pesquisa do Instituto Amostragem, divulgada nesta quinta-feira pelo portal Meio Norte.
Ele tem rejeição de 31,40% dos eleitores, que não votariam em seu nome de jeito nenhum para governador do Piauí.
Em segundo lugar entre os mais rejeitados vem QuemQuem, com 27% da rejeição dos eleitores. Daniel Solon é o terceiro mais rejeitado com 19,44%, seguido de Maklandel Aquino, com 18,29% e Marcelo Castro, com 15,39% das rejeições estimuladas.
Wellington Dias e Zé Filho têm as menores rejeições, respectivamente com 11,52% e 13,72%.
Os eleitores que não rejeitam nenhum candidato somaram 5,89%; os que não quiseram opinar ou souberam rejeitar os candidatos totalizaram 9,27% ; e os que votariam nulo ou branco na rejeição representam 3,25%.
O estatístico João Batista Teles esclarece que a soma das percentagens de rejeição totaliza mais de 100% porque um eleitor pode rejeitar mais de um nome.

a24horas

Sem receber salários há quatro meses, funcionários IML de Parnaiba interrompem atividades

O Posto Avançado do Instituto de Medicina Legal (IML) de Parnaíba parou suas atividades nesta quinta-feira (17/04) por conta da falta de pagamento dos terceirizados e pelo não repasse de verba para material de expediente.
Os funcionários terceirizados estão há quatro meses sem o pagamento de seus salários e o IML há dois meses sem receber verba para custear material de expediente, inclusive para limpeza do prédio. O local onde os corpos são necropsiados está sendo lavado somente com água.
O policial civil Robinson Castillo, responsável pelo traslado dos corpos, disse que a ele foi acrescentada a atribuição de Auxiliar de Necropsia através de portaria e não recebe nenhum adicional, a não ser de mais serviço.
Disse ainda que há cinco anos trabalha no IML e nunca recebeu os 20% de insalubridade determinados pela Secretaria de Saúde, pois não foi acatada pela Secretaria de Administração do Estado do Piauí. Nestas condições os profissionais, que estão se sentido prejudicados, resolveram parar, o que compromete o funcionamento praticamente de todo o órgão.
Fonte: Com informações do Proparnaíba

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Indicação de Cézar Fortes para Defesa Civil provoca 'racha' interno no PROS


O governador Zé Filho anunciou o nome de Cézar Fortes para Defesa Civil. Ele possui ligações com Wilson Martins e partiu de uma indicação do deputado Antônio Uchôa. Mas em vez de selar a paz no partido, essa indicação tem causado um ‘racha’ no PROS.

Há uma ala que não aceita a indicação de Cézar Fortes e afirma que ele não representa o partido. Pelo menos é o que afirma Jorge Lopes, uma liderança do PROS. Segundo ele, a direção nacional não aceita Cézar Fortes pois este seria ligado ao PCdoB. “Não nos representa. O presidente nacional já disse que não aceita esse acordo”, disse.

Mas o deputado Uchôa garante que a decisão já foi tomada e não tem volta. “Ele irá se filiar ao partido em breve. É um nome bem aceito pelo governador”, comentou.

180graus

PESQUISA AMOSTRAGEM: Wellington Dias tem 19,17 pontos a mais que a soma dos outros candidatos

O senador Wellington Dias (PT) mantém sua tranquila liderança na disputa pelo Governo do Estado nas eleições gerais deste ano. Ele tem 19,17 pontos percentuais de vantagem sobre a soma de todos os outros pré-candidatos ao Governo. Se as eleições fossem hoje, Wellington Dias seria eleito no primeiro turno com 51,28% dos votos.
A conclusão é da primeira pesquisa de intenções de votos para o Governo do Estado após a posse do governador Zé Filho (PMDB), feita pelo Instituto Piauiense de Opinião Pública (Amostragem) para o Sistema Integrado de Comunicação Meio Norte, em uma série de levantamentos a serem realizados até o dia 4 de outubro deste ano.
A pesquisa do Instituto Amostragem, realizada entre os dias 11 e 15 de abril, apontou que nas intenções de voto estimuladas ao cargo de governador, o deputado federal Marcelo Castro (PMDB) e o ex-senador Mão Santa (PSC) apresentam-se tecnicamente empatados, respectivamente, com 14,78% e 14,25%.
O pré-candidato do SDD, QuemQuem, aparece na pesquisa com 1,32% das intenções de voto estimuladas; Daniel Solon (PSTU) tem 0,88%; e o pré-candidato do PSOL ao Governo do Estado, Maklandel Aquino, tem 0,88% das intenções de voto estimuladas.
A soma das intenções de voto Marcelo Castro, de Mão Santa, QuemQuem, Daniel Solon e Maklandel Aquino é 32,11%.
“O candidato é eleito no primeiro turno quando consegue 50% mais um dos votos válidos, que exclui os votos nulos e em branco. Neste caso, Wellington Dias tem 51,28% das intenções de voto estimuladas, percentual maior do que a soma de todos os seus adversários, que é 32,11% das intenções estimuladas”, afirmou o presidente do Instituto Amostragem, estatístico e professor universitário João Batista Teles.
Os indecisos somaram 8,62% e os eleitores que responderam que votaria nulo ou branco representam 8%.
A pesquisa do Instituto Amostragem foi realizada com 1.137 eleitores, distribuídos em 43 municípios pertencentes às 15 microrregiões homogêneas do Piauí.
A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Piauí sob protocolo número PI 00031/2014.

Petista venceria no 1º turno com Zé Filho
Wellington Dias venceria também no primeiro turno se a disputa pelo Governo do Estado tivesse a candidatura do governador Zé Filho (PMDB) à reeleição.
Neste cenário, Wellington Dias teria 53,30% das intenções de voto estimuladas; Mão Santa teria 15,22%; Zé Filho teria 10,29% das intenções de voto; Daniel Solon teria 1,67%; Maklandel Aquino teria 0,79% e QuemQuem 0,62%.
Os indecisos ficariam 8,88% e os que querem votar nulo ou em branco ficariam com 9,23%.

Dias venceria disputa direta contra Zé Filho
Em uma hipotética disputa entre apenas Wellington Dias e Zé Filho, o senador petista também ganharia no primeiro turno.
Neste cenário, Wellington Dias obteria 64,29% das intenções de voto estimuladas; Zé Filho teria 17,77% das intenções de voto e os indecisos ficariam em 6,63% e os que querem votar em branco ou nulo ficariam em 11,61%.

Contra Marcelo, senador teria 61,3% dos votos
O Instituto Amostragem escolheu como cenário virtual um confronto exclusivo entre o senador Wellington Dias e o deputado federal Marcelo Castro.
Neste quadro, Dias alcançaria 61,30% das intenções de voto estimuladas e Marcelo Castro ficaria com 22,25%. Os indecisos somariam 6,51% e os que intencionam votar nulo ou branco atingiriam 9,94%.

No cenário com uma disputa exclusiva entre Wellington Dias e Mão Santa, o senador petista ficaria com 60,60% e o ex-senador e ex-governador Mão Santa ficaria com 22,52% das intenções de voto estimuladas. Os indecisos somam 5,89% e os que votariam nulo e branco são 10,99%.

Wellington tem 51,9% na microrregião de Teresina
O pré-candidato do PT ao Governo do Estado, Wellington Dias tem na microrregião Teresina 51,98% das intenções voto.
Mão Santa tem na microrregião de Teresina 11,25% das intenções de voto, empatado com Marcelo Castro, que tem o mesmo percentual de intenções de voto.
Wellington Dias tem o maior percentual de intenções na Chapada do Extremo Sul, na região de Corrente, com 66,67%. Seu menor índice, de 40% está na microrregião de Valença do Piauí.
Dias e Mão Santa empatam na microrregião do litoral piauiense, onde fica Parnaíba, terra do ex-senador.
Wellington Dias tem 38,89% das intenções de voto estimuladas e Mão Santa tem 36,11% .
Mão Santa tem sua performance no litoral piauiense e o menor, 6,67%, nas microrregiões Alto Parnaíba Piauiense, que é a região de Uruçuí e na Chapada Extremo Sul.
Marcelo Castro tem sua melhor performance na microrregião de Bertolínia, com 41,18% das intenções de voto estimuladas e o mais baixo desempenho na microrregião de Pio IX, com 4,35% das intenções.
Mão Santa tem maior rejeição entre pré-candidatos
Mão Santa tem a maior rejeição entre os pré-candidatos ao Governo do Estado nas eleições gerais deste ano.
Ele tem rejeição de 31,40% dos eleitores, que não votariam em seu nome de jeito nenhum para governador do Piauí.
Em segundo lugar entre os mais rejeitados vem QuemQuem, com 27% da rejeição dos eleitores. Daniel Solon é o terceiro mais rejeitado com 19,44%, seguido de Maklandel Aquino, com 18,29% e Marcelo Castro, com 15,39% das rejeições estimuladas.
Wellington Dias e Zé Filho têm as menores rejeições, respectivamente com 11,52% e 13,72%.
Os eleitores que não rejeitam nenhum candidato somaram 5,89%; os que não quiseram opinar ou souberam rejeitar os candidatos totalizaram 9,27% ; e os que votariam nulo ou branco na rejeição representam 3,25%.
O estatístico João Batista Teles esclarece que a soma das percentagens de rejeição totaliza mais de 100% porque um eleitor pode rejeitar mais de um nome.

Wellington tem maioria entre todos os segmentos
Em um caso raro na disputa eleitoral para governador, Wellington Dias tem a maioria das intenções de voto entre todos os segmentos de eleitores piauienses.
Wellington Dias tem equilíbrio de intenções de voto estimulado entre os eleitores masculinos e femininos. Tem 50,92% entre os homens e 51,61% entre as mulheres.
Ele tem maior tendência entre os eleitores jovens de 16 a 17 anos, com 76,67% das intenções e na faixa etária de 18 a 24 anos, entre 60%; a menor taxa de intenções de voto de Dias ocorre entre as idades entre 35 a 44 anos, que é de 45,62%; e entre 45 a 59 anos de idade, com 45,73%. Entre os eleitores com 60 ou mais anos de idade tem 47,89%.
Wellington Dias tem 56,99% das intenções de voto entre os eleitores analfabetos e em quem tem até o ensino médio tem 55,89%. Ele tem entre os eleitores com curso superior tem 37,78%.
A aceitação de Wellington Dias em relação à renda familiar dos eleitores sua maior aceitação entre os eleitores com até dois salários mínimos, com 53%. Acima de dez salários, Wellington Dias tem 35,48% das intenções de voto.
Mão Santa tem também equilíbrio entre os sexos masculino e feminino, com 14,47% nos homens e 14,04% entre as mulheres. Ele tem 17,89% das intenções de voto entre os eleitores com 60 ou mais anos de idade e 11,96% no eleitorado de 25 a 34 anos. Quando ao grau de instrução, Mão Santa obtém seu maior percentual de voto entre os eleitores analfabetos, com 18,28%.
Meio Norte

quarta-feira, 16 de abril de 2014

De barriga cheia e já reclamando da comida

Pádua Marques
Na semana passada um fato me chamou à atenção e me fez parar pra refletir como é a natureza humana quando se trata de ganhar alguma coisa. Foi iniciada uma campanha nas redes sociais, não dessas de pano ou de palha e que servem pra se deitar após o almoço, sobre um pedido à Azul Linhas Aéreas, agora cobrindo Parnaíba. Para que acrescentasse mais um dia, salvo engano às sextas-feiras, no mapa de pouso e decolagem no agora movimentado aeroporto do bairro Catanduvas.

Isso porque muita gente acha que, já ainda nem passa perto de ter completado um mês da regularidade dos voos pra Parnaíba, tem procura mais que suficiente pra que a companhia acrescente mais um dia no seu mapa de cobertura. É bom que se diga pra esses apressadinhos e afoitos além da conta de que dentro da mentalidade organizacional de uma empresa, tudo é calculado, medido, avaliado á exaustão e somente quando há realmente certeza mais certa que a morte é que se tomam decisões. Nada de se impressionar com o primeiro trovão de dezembro ou com o primeiro peixe trazido pelo anzol na correnteza. E me lembro de um ditado bem antigo de que, cautela e caldo de galinha ao molho pardo fazem a gente lamber os beiços. Alguém pode a essa altura dizer que sou pessimista e que encontro dificuldades até em comprar a prestação sem entrada em tudo que é Armazém Paraíba. Não é uma coisa nem outra e muito menos outras mais e mais outras menos. Mas toda essa euforia de quem vê avião pela primeira vez até que se justifica.

Nós passamos um bom, e olhe bom tempo, sem saber o que diabo era avião naquele bonito e até bem conservado aeroporto desembarcando e embarcando gente. Gente que vem nos visitar por curiosidade ou no caso dos conterrâneos, porque jurou pra si mesmo um dia somente voltaria à boa terra se fosse por cima e esse cima, pra bom entendedor era num avião. O certo é que a tal campanha pelas redes sociais acabou chegando aos ouvidos da companhia, que de pronto respondeu ser ainda impraticável alterar em mais um dia seu mapa de cobertura. Sendo assim fica como começou.


E aí me lembro, sem querer ofender ou ser preconceituoso. Esse costume de pobre quando tem uma coisinha a mais já ficar se pabulando e arriscando naquilo que mal conhece. Lembra aquele camarada esgalamido que pela primeira vez vai num desses restaurantes que servem comida no quilo e se põe a colocar tudo o que vê num único prato como se nunca tivesse visto comida na vida. E o prato de tão cheio fica derramando pelas beiradas. E ele ali comendo, engolindo quase sem mastigar. Aquele taipeiro, aquele mondrongo, aquela bola de comida na bochecha e que acaba fazendo com que aqueles que estão com ele passem vergonha.

Não é assim que se procede não. Olhe a educação e a fila. Igual aquele sujeito que somente porque recebeu o cartão e que lhe dá direito a receber seu salário no final do mês, já chega na fila do banco botando boneco, falando alto, chamando o gerente, cobrindo de nome feio o terminal, reclamando do ar condicionado e dos funcionários do banco. E quando chega sua vez de usar o caixa eletrônico não deixa de esfregar o cartão na camisa ou nos cabelos. Igual aquele sujeito que quando tem uma coisinha a mais na burra, coisa do décimo terceiro no final do ano, fica comprando tudo aquilo que vê e em roda de conversa fica puxando nome de família. Aquele sujeito que por não ter sido atendido como gostaria numa repartição pública abre a boca pra dizer que é ele quem paga o salário do diretor ou do atendente.

Pois não é que havia gente reclamando de atraso do voo embora já estivesse vendo o avião triscando a cabeceira da pista? Já tinha gente reclamando que não tem taxista que fala duas ou mais línguas, sala reservada pra clientes endinheirados ou famosos? Eu tenho certeza de que daqui pra mais uns dias vai ter gente gaiata nessa Parnaíba reclamando que não pode mais dormir á tarde porque é incomodado com o barulho do avião. Pior era quando não tinha e não tinha nem expectativa, a mais remota que fosse.
A gente precisa entender as coisas e ter humildade e paciência. Não é porque pousou há menos de um mês o primeiro avião em Parnaíba que a gente queira assim num estalar de dedos que no outro dia tenha linha direta pra tudo que é canto. Não é assim não! Olhe que Deus, que é Deus, que é outros quinhentos, criou o mundo em seis dias e no sétimo estava com a língua de fora. Deu foi trabalho todo esse mundo ele fazer sozinho. Imagine a Azul que mal começou a pousar em Parnaíba! Portanto vamos dar um tempo. Vamos fazer feito o caboclo quando está caçando preá no mato ou esperando tatu sair do buraco. Sempre tomando chegada E tomando paciência.

(*)Pádua Marques é escritor e jornalista

Ônibus escolar de Caxingó perde os freios, desce barranco e por pouco não cai em riancho

Na manhã da última terça-feira (15), um ônibus escolar da prefeitura de Caxingó, de placa LWA 9109, perdeu os freios  e desceu um barranco na Zona Rural , na localidade Caatingas. 
Segundo informações, o fato aconteceu por volta 6:30 da manhã, momento em que o motorista se deslocava  para buscar os alunos.
Um funcionário da Prefeitura de Caxingó que não quis ser identificado, informou que o motorista do ônibus escolar, conhecido como Antonio, não tem carteira de habilitação e que vários  veículos que fazem o transporte  escolar de crianças estão com problemas mecânicos por falta de manutenção.







CHARGE DO DIA: Queda drástica



Charge do Izânio

Próximo eclipse total da lua visível do Brasil será em 2015

ciencia-eclipse-lunar-total-20140415-005-size-598O tempo nublado na madrugada desta terça-feira dificultou a observação do eclipse total da Lua na maior parte do Brasil. Uma nova oportunidade de ver esse espetáculo astronômico não está tão distante: o próximo eclipse total lunar visível no país acontecerá em 27 de setembro de 2015.

O evento poderá ser observado em todo o território nacional e em quase toda a América, África e Europa. Dessa vez, a América do Sul tem a vantagem de poder observá-lo por completo, tanto a entrada quanto a saída da Lua na sombra da Terra. Outra boa notícia é o horário mais amigável para quem deseja acompanhar o eclipse — na última madrugada, o auge do fenômeno ocorreu entre 3h e 4h30.

Em 27 de setembro de 2015, às 22h07 (horário de Brasília), a Lua vai começar a adentrar a parte mais escura da sombra da Terra, chamada de umbra, de modo que será possível vê-la “sumir” no céu. A partir das 23h11 ela estará totalmente encoberta, adquirindo o tom avermelhado característico dos eclipses totais. O satélite vai passar pouco mais de uma hora com esse aspecto, e, à 00h23, começa a sair da sombra, em um processo que vai até a 1h27 da madrugada do dia 28. O eclipse só deve chegar ao fim cerca de uma hora mais tarde — essa última fase, quando a Lua está saindo da parte mais clara da sombra, dificilmente é vista a olho nu.

Tétrade — Esse eclipse vai marcar o fim de uma tétrade, conjunto de quatro eclipses totais da Lua que ocorrem em sequência. Trata-se de um evento é especial, porque eclipses normalmente se intercalam entre totais, parciais (quando a Lua fica parcialmente encoberta pela parte mais escura da sombra da Terra) e penumbrais (quando a parte mais clara da sombra da Terra encobre a Lua). A tétrade é relativamente rara: no século XXI haverá oito delas, sendo a que termina no dia 28 de setembro a segunda — a primeira ocorreu de 2003 para 2004, e a terceira será em 2032 e 2033.

O eclipse desta terça-feira foi o primeiro da tétrade. Porém, o segundo (que acontece em 8 de outubro deste ano) e o terceiro (em 4 de abril de 2015) não terão boa visibilidade do Brasil.

Pavimentação da Praça da Igreja de Santa Isabel entra em fase de conclusão

ilha1As obras de revitalização da Praça da Igreja de Santa Isabel estão em novo estágio. Por meio da Secretaria de Serviços Urbanos e Defesa Civil, a empresa contratada está finalizando a colocação do piso. A previsão de entrega da obra é para o final do mês de abril, conforme previsão do novo cronograma das obras.
  
A ação contempla o projeto de reurbanização e melhoria dos locais públicos da comunidade de Ilha de Santa Isabel.  A Praça Ângelo Antônio é um dos locais contemplados pelo projeto. O local ganhou novo piso, canteiros para jardinagem, recuperação completa da Quadra Esportiva e iluminação.
 
ilha2
 
Outro local que passa por reformas na Ilha de Santa de Isabel é o Posto de Polícia Ostensiva (PPO) que volta a ser incorporado à Prefeitura. O local ganhou novos compartimentos, passa pelos serviços de pinturas, recuperação total do piso, instalação elétrica e hidráulica.
 
De acordo com o secretário de Serviços Urbanos e Defesa Civil, Heleno Maia, neste local funcionará uma das subprefeituras da atual gestão.  O órgão funcionará como o local de aproximação entre a comunidade e o poder público, com o objetivo de dinamizar a administração municipal.

Comunicação Parnaiba

Governo propõe salário mínimo de R$ 779,79 para 2015

economia_15041118_gdInformação consta projeto da LDO de 2015, divulgado pelo Planejamento.
Próximo ano será o último com formato de correção determinado por lei.

O governo federal propôs que o salário mínimo, que serve de referência para mais 45 milhões de pessoas no Brasil, suba dos atuais R$ 724 para R$ 779,79 a partir de janeiro de 2015.

A informação consta na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), divulgada nesta terça-feira (15) pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. O percentual de correção do salário mínimo, pela proposta do governo, será de 7,71% no próximo ano.

O que estava previsto antes
Com o crescimento menor do Produto Interno Bruto (PIB) nos últimos anos, em relação ao valor estimado anteriormente pelo governo federal, o salário mínimo de 2015 também será mais baixo do que o previsto há alguns anos atrás – quando a expectativa era de que superaria a barreira dos R$ 800 no ano que vem.

A explicação é que, com a manutenção, em 2011, pelo Congresso Nacional da fórmula usada em anos anteriores, a correção do mínimo acontece de acordo com a variação do INPC do ano anterior ao reajuste, acrescido do aumento do PIB de dois anos antes, proporcionando, assim, ganhos reais – acima da inflação – para os assalariados.

Em abril de 2012, na proposta da LDO do ano seguinte, o governo previa que o salário mínimo somaria R$ 803,93 no começo de 2015. Em março do ano passado, a estimativa do Executivo para o valor do salário mínimo do próximo ano já havia recuado para R$ 778,17 – subindo agora para R$ 779,79.

Último ano da fórmula atual
Pelas regras atuais, o ano de 2015 será o último no qual será adotada a atual fórmula de correção do salário mínimo, ou seja, variação da inflação do ano anterior e do PIB de dois anos antes. Isso foi definido pelo Congresso Nacional no início de 2011.

Para manter esse formato de correção, o novo governo, que toma posse no próximo ano, terá de submeter novamente uma proposta para apreciação do Congresso Nacional – que também contará com novos integrantes. O formato também pode ser alterado, aumentando os ganhos para os trabalhadores, ou, também, diminuindo.

Deputado admite possibilidade de crise na base governista

Deputado João Madson admite possibilidade de crise na base governistaO deputado estadual João Madson (PMDB), líder do governo na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) admitiu uma possível crise dentro da base governista. Para Madson, a disputa pela Secretaria de Defesa Civil tem gerado desconforto e ameaçado rupturas com o Prós e o PSD.
“Há essas complicações com partidos, sempre. Esse impasse com o PSD e Prós, que já estamos tentando resolver da melhor forma possível. Tudo isso até amanhã deverá ser articulado e arrumado”, colocou o deputado.
O desentendimento dentro da base surgiu depois da possibilidade de indicação do nome do ex-prefeito de Oeiras [foto ao lado], Tapety Neto (PMDB) para assumir o cargo na Secretaria de Defesa Civel.  A nomeação ainda não foi oficialmente confirmada. Mas a decisão política aponta para Tapety, que é irmão do deputado Mauro Tapety (PMDB).
Para o deputado Mauro Tapety, a secretaria não foi confirmada para o irmão, mas o governador já garantiu espaço para o seu grupo dentro das secretarias. “Não há convites formalizados, mas o Zé Filho já garantiu que teremos nosso espaço”, colocou.
Francicleiton Cardoso - Jornal O DIA

terça-feira, 15 de abril de 2014

Projeto de Lei da Prefeitura concede gratificações a três categorias da área de saúde

reuniao_samuO prefeito Florentino Neto entregou na manhã desta segunda-feira ao vice presidente da Câmara Municipal de Parnaíba, vereador Gustavo Lima, o projeto de Lei que institui gratificações a três categorias  do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU. O projeto foi criado por uma iniciativa do município a partir de um diálogo entre o prefeito e os profissionais da categoria.
 
 
O projeto de lei proposto pelo Executivo propõe gratificações aos plantões dos Serviços de Técnico de Enfermagem de Urgência (GSTEU), dos Serviços de Socorrista (GSS) e aos servidores que exercem função de Técnico Auxiliar de Regulação Médica (GTARM).