quarta-feira, 9 de maio de 2012

GOVERNO E PROFESSORES MASSACRAM ALUNOS DA ESCOLA PÚBLICA


Dom Avelar já dizia que todo excesso é prejudicial à ética, à moral e decência. Essa greve dos professores sem solução pelo governo do estado já está afetando a família piauiense.
Há muito não se via uma greve tão demorada no Piauí. No governo de Wellington Dias não houve nenhuma greve e não se tem registro de nenhum aumento de 22%. Afinal o que está acontecendo mesmo no Piauí?
Os professores não poderiam agir como estão agindo a ponto de prejudicar o ano letivo das crianças do Piauí. Greve sim, mas, com parcimônia, responsabilidade, como fazem os médicos, que fazem uma paralisação e aos poucos vão agindo com advertências, mas, sem prejudicar o atendimento básico de saúde da população.
Os  professores poderiam adotar o mesmo esquema dos médicos. Dar aula até o dia 25 e suspender as aulas no restante do mês. Fariam o protesto e não prejudicariam as crianças. No mês seguinte, anunciariam
que a paralisação seria de 10 dias ou seja, do dia 20 ao dia 30 e assim sucessivamente. Agindo assim, não prejudicariam as crianças e o governo teria tempo para decidir pelas reivindicações da classe do magistério.
CRIANÇAS ESTÃO SEM A MERENDA DE VITAL IMPORTÂNCIA PARA A SAÚDE

É na merenda escolar, que o governo ajuda na formação do cérebro das crianças pobres. São os nutrientes da merenda escolar que asseguram o crescimento e o desenvolvimento do cérebro saudável das crianças. Sem aulas, elas não estão recebendo o alimento de que tanto necessitam. 
A secretaria de educação deveria mandar servir a merenda das crianças, mesmo sem aula, pois a merenda faz falta no programa de alimentação da criança pobre. Elas precisam do alimento, pois tem criança que não tem comida saudável em casa. Daí a irresponsabilidade de tão demorada greve. É preciso mudar o estilo de se fazer greve, com escalonamento, sem a paralisação total das aulas. Isto é irresponsabilidade dos professores e mais ainda do Governo do Estado.Jogo aberto.