trilha

quinta-feira, 24 de maio de 2012

A história do politico João-sem-braço


Existem várias espécies de políticos, os que são chamados "macaco-velho”, o “raposa-política” e o JOÃO-SEM-BRAÇO.
No entanto, no momento, quero falar apenas do político JOÃO-SEM-BRAÇO.
O político JOÃO-SEM-BRAÇO é muito fácil de ser identificado, geralmente é aquele que tendo acabado apenas o ensino fundamental e sem profissão definida, é aproveitado em uma oportunidade de ingenuidade de um povo, é levado por ai, em encontros informais, esportivos, religiosos. É usado pelos macacos ou raposas para enganar o desprevenido eleitor.
De certo é que, por trás de um JOÃO-SEM-BRAÇO sempre tem um macaco-velho ou uma raposa política, esses são os  que sempre dão as ordens e manipulam o JOÃO.
O JOÃO-SEM-BRAÇO não tem identidade própria, não opina, não fala nas reuniões, nas fotografias sai sempre atrás, não opina sequer na cor de um adesivo.
As articulações e as reuniões políticas ficam à encargo dos macacos -velhos ou das raposas políticas. O JOÃO nem sequer é convidado, e quando é convidado, nunca tem o direito à palavra.
Os macacos-velhos ou as raposas políticas são os que sempre dão entrevistas e são manchetes de capas dos principais jornais, já o JOÃO, só aparece em blogues e sempre ao lado do macaco-velho ou da raposa política.
O JOÃO-SEM-BRAÇO sempre é usado, manipulado, levado e ludibriado pelos macacos e raposas. E quando um JOÃO-SEM-BRAÇO é eleito, ele nunca pega na caneta(até mesmo porque ele não tem braço), quem governa e manda é sempre o macaco ou a raposa.
Geralmente o JOÃO-SEM-BRAÇO tem carreira política curta, tem sua imagem sugada, depois que nem seu RAIO-X interessa mais, é jogado fora como um bagaço de laranja.