quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Dilma falou por 27 minutos e dá alfineta Wilsão: 'Nunca deixei na mão'

Dilma, Wilsão e Firmino trocaram olhares e alfinetadas durante o seu discurso
Dilma, Wilsão e Firmino trocaram olhares e alfinetadas durante o seu discurso
Em sua visita ao Piauí, nesta terça-feira (18/02), a presidente Dilma Rousseff (PT) não deixou de alfinetar o governador Wilson Martins (PSB). Em determinado momento de sua fala, que durou exatamente 27 minutos e quatro segundos, ela disse que nunca faltou ao chefe do executivo piauiense. "Posso dizer para o senhor, governador: nunca deixei o senhor na mão", destacou.
Foi uma resposta a Wilsão, pois ele havia feito, em seu discurso momentos antes, cobranças à presidenta. Dilma anunciou uma série de ações em favor do estado durante a sua fala, dentre as quais a expansão do metrô, com reforma do sistema ferroviário e colocação em funcionamento de 16 novos trens.
Na verdade, segundo a presidente, serão veículos leves sobre trilhos, que ela considera modernos mas que, na prática, representam a reedição dos antigos bondes, sistema de transporte que funcionou nas grandes cidades brasileiras no começo do século XX e que foram abolidos a partir dos anos 30 com a popularização do automóvel. Dilma falou ainda que vai realizar até o final do ano o trecho da rodovia federal BR 235, que interliga a região conhecida como MAPITOBA, na divisa entre os estados do Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia, a partir da cidade de Bom Jesus, a que ela se referiu como uma área em franco desenvolvimento.
O governador Wilson Martins, em seu pronunciamento, pediu apoio de R$ 50 milhões do governo federal para interligar a duplicação das rodovias federais BR 343 e BR 316 com as duas entradas do rodoanel de Teresina, que, segundo ele, irão retirar 6 mil carros da área urbana de Teresina todos os dias. A presidente não fez nenhuma promessa no tocante ao assunto (fez em outros temas). Disse apenas que o assunto será devidamente avaliado. Como também será avaliada a conclusão da rodovia no MAPITOBA.
Dilma falou diretamente aos prefeitos. Enfatizou que as máquinas que estão sendo entregues devem ser usadas para promover desenvolvimento. E citou exemplo de município em que o prefeito usou o equipamento para construir 18 barraginhas. Segundo ela, o maquinário é uma doação do governo, as prefeituras não terão que arcar com nenhum custo. Os prefeitos reclamam que a manutenção dos veículos é muito elevada e pedem a criação de um fundo para financiamento dos serviços, bem como do pagamento de salários do pessoal especializado na sua operacionalização, que hoje representam valores entre R$ 800 e R$ 1,5 mil.
PROMETEU MELHORAR O METRÔ DE THE
Os recursos anunciados pela presidente, se forem concretizados, reduzirão o tempo a metade e ampliarão o número de pessoas atendidas para pelo menos 40 mil usuários/dia. "O transporte sobre trilho é mais barato", falou a presidente, "porque se coloca mais gente num mesmo veículo leve sobre trilho e com menos tempo de percurso. Isso é crucial para o desenvolvimento de Teresina."
DILMA APOSTA NO CRESCIMENTO DA REGIÃO
"O Piauí é um estado que tem pela frente um imenso futuro e também um bom presente. O Brasil cresce de uma forma muito interessante. Tem um período que cresce o sudeste e o sul. Outro período que cresce o centro oeste. Pois eu acho que a região que vai mais crescer, no futuro, a partir de agora, no futuro logo, é o Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia, em especial o Piauí, seja por suas riquezas, seja pela região dos cerrados, seja pelos minérios, seja pela determinação do seu povo, seja pelo fato de que tem muita gente inteligente."

DSC_0141.JPG

Lideranças políticas locais e nacionais compareceram em massa ao evento
CLIMA ELEITORAL: W.DIAS X MARCELO CASTRO
Nas olímpiadas do conhecimento, especialmente na área de matemática, muitos premiados são piauienses, destacou a presidente. "Um povo que se dedica em se educar não tem como não ser um povo desenvolvido." Partidários do senador Wellington Dias e do deputado Marcelo Castro quiseram dar uma conotação política ao evento, que aconteceu no Atlantic City Club, e ficaram gritando os nomes dos dois políticos quando eles foram mencionados no discurso da presidente e dos outros oradores.

180graus