segunda-feira, 12 de maio de 2014

"Sim, eu aceito ser candidato", diz W. Dias oficializa pré-candidatura

Ao lado de dois painéis gigantes de Lula e Dilma e a presença de oito partidos políticos, o senador Wellington Dias, confirmou oficialmente que será pré-candidato do PT ao governo do Estado. O anúncio foi feito durante encontro do partido, na manhã de sábado (10), no Atlantic City Clube. 

"Sim, eu aceito ser candidato ao governo do Piauí!", disse em meio a gritos e aplausos. Wellington afirmou ainda que vai enfrentar a “central de boatos” e “mentiras” contra o bloco da oposição.

No encontro, foram anunciados os partidos que aderiram à chapa de oposição: o PP de Ciro Nogueira, o PTB de João Vicente, o PEN, o PROS, o PR, o PV, PRP e PHS. Esta semana, foi anunciada a saída do PROS do governo.

O nome de João Vicente foi confirmado como pré-candidato ao Senado. Durante o evento, o senador João Vicente entregou propostas a serem incluídas no plano de governo. 

Foram sentidas as ausências do senador Ciro Nogueira (PP) e da deputada Iracema Portella (PP). Porém, Wellington Dias reafirmou a participação do partido no grupo.

Ele afirmou que não se trata da disputa do poder pelo poder e não é uma luta de derrotar adversários. "O mais ferrenho adversário, tenho que admitir, que nós começamos a mais importante mudança no Estado", disse.


Ainda em seu discurso, Wellington comentou sobre os boatos que estariam sendo disseminados neste período de pré-campanha. "Eles apostam na central de boatos. Essas pessoas acreditam na mentira. Mas nós acreditamos é na verdade e a verdade sempre vence”", declarou.

O senador alertou que vai ser uma campanha difícil e de muita baixaria. “Eles vão apelar para revanchismo e a tramoia, mas meu principio é da ética e da honestidade”. 


Segundo Wellington, a campanha dos ataques já começou e ainda vai piorar, mas a sua será “alegre e de compromisso” e acrescenta: “quanto mais eles mentem, se zangam ficam raivosos, mas vamos fazer uma campanha de alegria sem xingamentos. Será uma campanha sem troca, troca, com cargos ou dinheiro, vamos ter respeito pelo povo”.

O parlamentar disse a presidente Dilma estará na próxima semana no Piauí.  

No discurso também destacou que o Piauí não é mais o Estado mais pobre da federação, que teve saltos no índice de desenvolvimento humano e na educação. 

Ele encerrou sua fala no Atlantic City rezando o Pai Nosso, pedindo aos militantes que não tenham “sapato alto” e que visite rua a rua. 



Cidade Verde