sexta-feira, 28 de novembro de 2014

OPINIÃO: Governo do estado entrou numa espiral


Dizem que quando um barco está afundando os primeiros a abandonar a embarcação são os ratos, pelo fato de serem os primeiros a ver a entrada da água.

Pois bem, no barco do governo do estado parece que já deu água na canela, até o Miroquinha, homem de confiança, literalmente lavou (com álcool) suas mãos do governo e pediu exoneração da Secretaria de Saúde,no minimo vai querer estar longe na hora do estampido do bomba.

Daqui por diante, não será surpresa vermos uma chuva de pedidos de exoneração no primeiro escalão. O governo não tem mesmo previsibilidade de efetuar o pagamento dos salários do mês de dezembro e muito menos do 13° dos servidores. 

Na situação parecida estão os coitados dos fornedores e os 15 mil empregados terceirizados, esses já estão desenganados e despachados de receber algum dinheiro.

No meio do caos, temos um governador que há muito tempo não anda no Karnak, secretários já limpando as gavetas( com o pedido de exoneração entalado na garganta) e secretarias a " Deus dará ".
O governo entrou numa espiral, isso é fato, boa parte dos serviços estão parados ou funcionando a "passos de tartaruga ", um caos que só tende a piorar.

Não é quererendo ser pessimista , mas não podemos esperar encontrar algum órgão do governo aberto a partir da primeira quinzena de dezembro. 

Eu não tenho bola de cristal, falo isso porque já vi essa historia e conheço muito bem seus personagens.