quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Equipe vai propor a Wellington extinção da Fundac e veto a 2 novas secretarias

O governador eleito Wellington Dias (PT) vai receber nos próximos dias um levantamento de sua equipe de transição que sugere ao futuro chefe do Executivo a extinção de orgãos e o veto a criação de novas secretarias. As mudanças são de acordo com estudos feitos nos dados e despesas da atual gestão. Entre as mudanças que serão apresentadas ao futuro governador está o fim da Fundac (Fundação de Cultura do Piauí) para dar lugar a Secretaria de Cultura e Juventude, que foram propostas como órgãos distintos durante a campanha eleitoral do petista.


Ainda de acordo com o levantamento, não está descartada a fusão de outros órgãos assim que Wellington assumir o governo. Outra proposta seria levar o fundo de previdência estadual para ser administrado pela Secretaria de Administração (Sead), já que é a pasta que administra a folha de pagamento. Atualmente, o Iapep é quem gere os recursos. Outra prioridade do governador Wellington é a modernização da máquina pública.
Novos nomes
Dias, que adiou o anúncio de novos secretários para conversar com os partidos aliados, surpreendeu ontem (15) ao afirmar que a indicação do nome que vai ocupar a Secretaria de Saúde passará pelo prefeito Firmino Filho (PSDB). As pastas mais disputadas pelos aliados são Sesapi, Seduc e Governo.
Nomes confirmados no governo Wellington Dias
(5/12)
Capitão Fábio Abreu – Segurança
Antonio Neto – Planejamento 
Franzé Silva – Administração
Daniel Oliveira – Justiça
Guilhermano Pires Ferreira – Transportes
Rafael Fonteles - Fazenda
Plínio Clerton - Procurador-geral do Estado
1/12
Francisco Limma - Desenvolvimento Rural


Cidadeverde