terça-feira, 24 de novembro de 2015

governador Wellington Dias participa de abertura da Mostra Cinema e Direitos Humanos

 
O Piauí participa, de 23 à 28 de novembro, da 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo, que ocorre simultaneamente em várias partes do país. A abertura oficial do evento, aqui no estado, foi na noite dessa segunda-feira (23), no Teatro do Boi. O governador Wellington Dias participou da abertura do evento, que contou com atividades culturais e exibição dos filmes "Abraço de Maré" e "Betinho, a Esperança Equilibrista".
O governador destacou a importância de eventos de promoção da cultura e que inspiram debates sobre temáticas sociais. "A ideia de fazer essa integração entre a cultura, escola e sociedade é louvável. Assim como disseminar essa cultura de discussão e valorização da diferenças e das minorias e principalmente colocar em pauta a tolerância, na atual conjuntura", destaca Wellington, que aproveitou para convidar a todos a participarem da iniciativa.
Em Teresina, serão exibidos 40 filmes com discussões sobre temas atuais de Direitos Humanos, como segurança pública, os direitos das pessoas com deficiência, movimentos sociais, diferença de gêneros, raças e classes sociais. Além de filmes brasileiros, a mostra também traz produções de Cuba, Bolívia e Argentina.
O governador destacou a importância de eventos de promoção da cultura e que inspiram debates sobre temáticas sociais.( Foto: Paulo Barros)
A mostra é uma iniciativa do Governo Federal, realizada por meio da Secretaria Especial de Direitos Humanos e produzida pelo Instituto Cultura em Movimento (Icem) e do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. No Piauí, também conta com o apoio do Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria Estadual de Cultura (Secult) e da Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Sasc).

Todas as obras são curtas, médias e longas-metragens, divididos em três mostras: Homenagem, Temática e Panorama, voltados para todos os públicos. 
O representante do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Nonato Lima, enfatizou que a diversidade dos filmes e a discursão e abordagens contempla também um espaço de democratização.
Angela Maria é integrante do Grupo de Mulheres Casa de Luíza, do Parque Rodoviário, e foi acompanhada de outras mulheres assistir à sessão. " Nos sempre participamos de eventos culturais e especialmente esses que trazem o empoderamento das minorias. A maioria das mulheres que participam do grupo são donas de casa sem muito acesso à cultura e vimos nessa mostra a oportunidade de também discutirmos sobre as minorias", revela.
ccom