segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Escolas de Samba garantem espetáculo na segunda noite de carnaval. Império do Cais é a campeã de 2017

As três agremiações que participaram do desfile na Avenida São Sebastião, garantiram o sucesso da segunda noite do carnaval de Parnaíba. A escola de samba Império do Cais foi a primeira a entrar no sambódromo. Logo emseguida, a Nova Parnaíba no Samba, finalizando com a Unidos da Ponte. As apresentações fazem parte do cronograma elaborado pela Superintendência Municipal de Cultura.

A Escola de Samba Império do Cais, do Bairro São José, levou para a avenida um enredo baseado na história do escritor parnaibano Francisco de Almeida Assis Brasil, o popular Assis Brasil.


Entre as particularidades no desfile, a comissão de frente, que apresentou a obra do autor que mais se identifica com Parnaíba, o romance Beira Rio Beira Vida, que é o primeiro livro da série intitulada “tetralogia piauiense”, projeto literário do autor. A obra põe em evidência os moradores e trabalhadores do cais: canoeiros, embarcadiços, estivadores e prostitutas.

Logo em seguida, a Agremiação Nova Parnaíba no Samba, se apresentou com o tema “Parnaíba Canta o Professor”, que levou para a pista de apresentação, a realidade da sala de aula como comissão de frente, além de fazer uma viagem histórica, que apresentou a figura dos jesuítas como importantes educadores. Além disso, em suas alas, a Nova Parnaíba no Samba retratou a importância da formação e da valorização dos educadores.
Em um dos carros alegóricos, a agremiação homenageou professores que fizeram história no município de Parnaíba, entre eles, Iweltman Mendes e a professora Miriam Lopes do Nascimento. Além disso, o carro trouxe professores de grande importância para a cidade, que cotidianamente dão a sua contribuição para a educação local.

A Escola de Samba Unidos da Ponte, com o tema: “Anos Metáfora: da corte imperial à república 171”, abordou a corrupção. A comissão de frente mostrou a representação do império, período onde o povo era dominado por um regime político. Entre as alas, ficou expresso também, o protesto pelos acontecimentos políticos da atualidade.


Mas, além do teor político e do protesto, o enredo também demonstrou, que apesar de toda a situação que o povo brasileiro vive, há o carnaval, onde todas as pessoas tem o direito de se divertir, usando a festa também, para os desabafos do que acontece em situações cotidianas.

A apuração das notas aconteceu logo após o término das apresentações. A Escola de Samba Império do Cais conquistou o título, seguida da Nova Parnaíba do Samba e Unidos da Ponte.

Confira as fotos das apresentações!

IMPÉRIO DO CAIS

NOVA PARNAÍBA NO SAMBA



UNIDOS DA PONTE



Por Tacyane Machado