terça-feira, 7 de março de 2017

Governo do Estado tentará evitar fechamento da fábrica da Nassau

Após a produtora do cimento Nassau, Itapissuma, comunicar a suspensão de suas atividades no município de Fronteiras - deixando mais de 500 funcionários sem emprego - o governador do Piauí, Wellington Dias (PT) declarou que vai abrir diálogo com a direção da empresa para buscar manter as condições necessárias para a continuidade do funcionamento. 
Wellington afirmou que vai receber o diretor Leonildes Alves para discutir a questão. “Fui comunicado que a empresa iria suspender suas atividades por 180 dias, e que em outras regiões ocorreram alguns incidentes. O Governo do Estado, nesse momento, busca formas para garantir que essa empresa continue operando normalmente, e que seu possível fechamento não afete famílias com o desemprego”.  
O governador ressaltou que existe um programa de fundo de aval, que é um mecanismo utilizado para concessão de garantias complementares à contratação de operações de crédito para financiamento de investimentos pelas empresas junto às instituições financeiras. Esses recursos são provenientes de entidades públicas e privadas, que fomentam o desenvolvimento de micro e pequenas empresas que têm dificuldades no acesso ao crédito por não possuírem garantias suficientes à contratação. 
Para o governo, essa seria uma solução plausível para evitar o fechamento da empresa, uma vez que, no comunicado, a direção da Itapissuma afirmou que vai suspender as atividades por causa do agravamento da crise econômica, que afeta especialmente o ramo da construção civil. A fábrica de cimento Nassau em Fronteiras já foi uma das maiores do Nordeste.
cidadeverde