quarta-feira, 21 de junho de 2017

Sem concurso público, aumenta a farra dos contratos terceirizados na Prefeitura de Parnaíba

O prefeito Mão Santa vai contratar sem nenhum tipo de seleção ou concurso público mais de 400 pessoas para trabalhar na Prefeitura de Parnaíba. De acordo com o Diário Oficial do Município, do dia 19 de junho de 2017 será pago a empresa LIMPSERV o valor aproximado R$ 1,3 milhões de reais mensais para o pagamento a empresa terceirizada. 


A Prefeitura de Parnaíba tem sido acionada judicialmente por não obedecer a lista classificatória de testes seletivos de profissionais da Secretaria de Assistência Social e Cidadania. Também não deixou claro se vai ou não prorrogar o teste seletivo para os profissionais de saúde (os mesmos vencerão em julho do corrente ano). Constantemente tem reclamação de descumprimento de pagamento de gratificação aos profissionais efetivos do município. Vale lembrar que, recentemente veio a informação através da imprensa, da contratação de pessoas envolvidas com tráfico de drogas pela gestão. 

Os profissionais efetivos sofrem todos os dias com falta de condições de trabalho. Há informação de falta até de luvas para atendimento de pacientes no Pronto Socorro Municipal, sem falar na falta de merenda nas escolas do município.
              

O que a população parnaibana se pergunta: Porque não realizar concurso público para a entrada no serviço da Prefeitura de Parnaíba. Quais os critérios serão utilizados para a contratação dessas pessoas? Existe planejamento no orçamento do município para isso? Onde estão os órgãos de fiscalização e vereadores que não fiscalizam tantos desmandos? A contratação de tantas pessoas não estaria colocando em risco as finanças do município?

Tacyane Machado