quarta-feira, 2 de maio de 2018

Adapi dá início a vacinação contra Febre Aftosa

Durante todo o mês de maio, a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (ADAPI) coordena mais uma etapa da Vacinação Contra a Febre Aftosa. Até o dia 31, espera-se que todo o rebanho bovídeo do Estado, incluindo bovinos e bubalinos, seja vacinado. Também ao longo desse período, e com limite até 15 de Junho, os criadores deverão procurar o escritório da instituição mais próximo para realizar a Certificação da vacinação.
"É importante frisar que nessa etapa todos os bovinos e bubalinos, independente de idade, devem ser vacinados. Houve uma mudança na estratégia de vacinação, mas apenas na etapa referente a novembro. É bom que continuemos obtendo bons índices, superiores a 90%, que é a meta estabelecida pelo Mapa e pela Adapi", afirmou o Gerente de Defesa Animal, Idilio Moura, que destacou o papel fundamental que têm todos os criadores piauienses, pois são eles os principais personagens na manutenção dos bons resultados conquistados pelo Piauí.

Desde a fundação da Adapi, no ano de 2006, foram vários os avanços na sanidade animal piauiense, como a saída do status de risco desconhecido e a certificação pela OIE, Organização Mundial de Saúde Animal. Agora o Estado se encaminha para a classificação de Área Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação, prevista para acontecer no ano de 2020, de acordo com o novo cronograma estratégico do Programa Nacional de Febre Aftosa (PNEFA). Resultados que destacam a eficiente parceria já consolidada entre o corpo da Agência e a sociedade Piauiense.

Orientações para uma melhor vacinação
  • Compre as vacinas somente em lojas cadastradas pela Adapi;
  • Verifique se as vacinas estão em refrigeração (temperaturas entre 2°C a 8°C);
  • Para transportá-las, use caixas térmicas (isopor), coloque três partes de gelo para uma vacina e lacre com fitas em volta do depósito;
  • Mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação;
  • Ao usar a pistola de vacinação: desmonte, lave com água e sabão e ferva  por no mínimo 10 minutos;
  • Separe os animais e escolha a hora mais fresca do dia para realizar a vacinação;
  • Durante a vacinação, mantenha a seringa ou a pistola de vacinação na caixa térmica;
  • Utilize agulhas novas, adequadas e limpas com tamanhos 15x15, 15x18 ou 20x20;
  • A higiene e a limpeza são fundamentais para uma boa vacinação e evita o surgimento de abscessos;
  • Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 5ml;
  • O local correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele;
  • Faça uma boa contenção dos animais e aplique a vacina com calma.

Aproveite a ocasião e também vacine contra a Brucelose

A Agência ainda orienta aos criadores que aproveitem a concentração dos animais no período da campanha para já vacinar as bezerras, que têm entre 3 e 8 meses de idade, contra a brucelose. Tendo em vista que é´uma vacinação também obrigatória e, dessa forma, gastos e estresse posteriores podem ser evitados - tanto para os animais quanto para os produtores.

Fonte: Ccom