segunda-feira, 28 de maio de 2018

Agentes de endemias de Parnaíba sofrem perseguição e denunciam ameaças de cortes de salários

Desde março deste ano, agentes de endemias de Parnaíba, sob a gestão da Secretaria Municipal da Saúde estão sendo praticamente obrigados a trabalhar em longas distâncias de suas áreas de atuação habituais. A informação consta de que a estratégia está acontecendo sob pressão dos coordenadores da Prefeitura, inclusive com ameaças de cortes em seus salários, caso alguém se recuse a cumprir as ordens ou mesmo falte ao trabalho sem uma boa justificativa.
Imagem: Ilustrativa
O caso se dá devido à constatação da existência de muitos focos do mosquito Aedes Aegypti em bairros mais afastados para onde estão sendo destinados Agentes de Endemia que atuam em outras áreas, bem mais afastadas. A iniciativa de intensificar a atividade destes profissionais, com a finalidade de atender a comunidade em combate à Dengue e outras doenças é sã, não fosse o modo imposto pelas coordenações do setor, como relatam agentes que por cuidado em evitar represálias, preferem não se identificar.

E os agentes revelam ainda que por onde andam, a reclamação dos moradores quanto à atual gestão municipal de Parnaíba é espontaneamente generalizada. É o famoso ovo podre: por fora uma belezura, mas por dentro está apodrecido, fede.

Por Romualdo Neves