quarta-feira, 9 de maio de 2018

“Se o MDB não está satisfeito pode buscar o que achar melhor”, diz Assis Carvalho


Foto:Reprodução/TV
 
O presidente estadual do PT, deputado Assis Carvalho, afirma que o PT não irá desistir da chapa pura, mesmo com a ameaça dos emedebistas de romper com o governador Wellington Dias (PT). Seguindo ele, se o MDB não estiver satisfeito tem a liberdade para buscar outro caminho.
 
Assis afirma que a pressão do aliado não mudará em nada a decisão petista. Segundo ele, no encontro da legenda que será realizado nos dias 18 e 19, os delegados do PT devem fechar posição sobre a chapa pura proporcional.
 
“O MDB tem o direito de se organizar como quiser. Se o partido não estiver à vontade, o MDB pode buscar o que achar melhor, buscar o caminho que julgar melhor. Todo partido tem direito de traçar as melhores estratégias. O PT está fazendo isso. O MDB pode buscar o mesmo”, declarou.
 
O deputado afirma que os partidos não tem o direito de cobrar que o PT siga no “chapão”, que deve prejudicar a sigla. “Se o PT sair em chapa pura fará seis deputados. Se for no chapão, apenas dois. Nenhum partido tem o direito de cobra isso do PT. O MDB não quer ir para uma coligação que vai sair prejudicado. O PT também”, declarou. 
 
No encontro do final de semana, o PT também irá bater o martelo sobre a pré-candidatura de reeleição da senadora Regina Sousa.  “É claro que o partido não abre mão da reeleição da Regina. É um direito dela. Tem feito um grande trabalho e vamso lutar por isso”, afirmou. 

Lídia Brito