terça-feira, 3 de julho de 2018

Enquanto Firmino Filho negociava com Mão Santa, MP impetrava ação contra Prefeitura de Teresina por falta de medicamentos no HUT

Enquanto o prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB) acompanhava o pré-candidato ao governo estadual, deputado Luciano Nunes (PSDB) em reunião com o prefeito Mão Santa, em Parnaíba, o Ministério Público, através da 29ª Promotoria de Justiça de Teresina, especializada na defesa do direito à saúde, ajuizou ação civil pública contra a gestão da capital.
A ação tem como objetivo obter determinação judicial, em caráter de urgência, para que a Fundação Municipal de Saúde regularize o estoque de medicamentos e insumos hospitalares da farmácia do Hospital de Urgência Professor Zenon Rocha (HUT). “Devem ser adotadas providências que possam garantir a efetiva disponibilidade de medicamentos e suprimentos nos diversos setores do hospital, de forma contínua, sem interrupção da dispensação”, declara o Promotor de Justiça Eny Marcos Vieira Pontes. De acordo com ele, foi constatada a falta de centenas de medicamentos.

Trata-se de um ponto em comum com o prefeito de Parnaíba, Mão Santa, que deixa postos e Pronto Socorro sem médicos, além da falta constante de medicamentos e insumos. Enquanto os três negociavam a chapa para as eleições deste ano, vários pacientes devem ter voltado para casa sem atendimento por falta de estrutura adequada.

Por Tacyane Machado – Blog Extra Parnaíba
Com informações do Fala Piauí