sexta-feira, 20 de julho de 2018

TRE lança Disque Eleições e foca transparência no trâmite eleitoral no Piauí

1eda9899-8a63-41f2-820f-e8dda5d0cbb9.jpgFoi lançado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Piauí nesta sexta-feira (20), o serviço gratuito do Disque Eleições. O canal funcionará em regime de plantão, em dias úteis das 8h às 19h. Nas vésperas dos registros de candidaturas e das votações, funcionará também aos sábados e domingos nos mesmos horários. 
Qualquer cidadão que queira tirar dúvidas, obter informações sobre datas, legislação, ou vedações eleitorais, dentre outros esclerecimentos, pode ligar para o 0800 007 97 97. Por ser um meio informativo, a ferramenta também se configura como um canal que ajuda a manter a transparência do processo eleitoral.
O coordenador do Disque Eleições, José Filho, destaca que é um serviço para facilitar a vida do eleitor. “É um serviço que a justiça eleitoral do Piauí já vem disponibilizando há alguns anos e através dele qualquer pessoa pode conseguir todas as informações normativas sobre o processo eleitoral”.
O Disque Eleições também atua como um forte instrumento no combate à corrupção. 

Geraldo Mota, diretor geral do TRE-PI, complementou que o canal é “uma reposta imediata para a sociedade”. 
“Foi feito exclusivamente para atender prontamente o eleitor. A gente recebe ligação ou e-mail sem que o cidadão precise se deslocar ao TRE para tirar suas dúvidas. É um excelente e otimizado canal de comunicação".

Combate à corrupção 
Geraldo Mota lembrou que o Tribunal Superior Eleitoral disponibiliza outro canal específico somente para que as pessoas possam fazer as denúncias, que é a plataforma digital Pardal. 
“O pardal não foi lançado ainda e estamos aguardando para que seja efetivado esse outro canal. Este já é direcionado para o Ministério Público Eleitoral”, disse acrescentando que o Pardal é um mecanismo mais voltado para o combate à corrupção e as fake news.
O coordenador José Filho esclareceu que o canal de informações é diferente do de denúncias.

“É bom que a gente separe as questões de informações das de denúncia. As relativas ao processo eleitoral, especificamente estão consumadas ou resumidas nas resoluções do TSE. O Tribunal edita todos os anos as resoluções que disciplinarão as eleições. Já as denúncias deverão ser encaminhadas para o Ministério Público Eleitoral, seja na zona eleitoral respectiva, seja na Procuradoria Regional”.
Lyza Freitas