terça-feira, 16 de abril de 2019

Por falta de doações, moradores do bairro Piauí fazem manifestação contra o prefeito Mão Santa em frente à Sedesc


Moradores da área conhecida como piscinão do bairro Piauí, região fortemente atingida pelas chuvas que caíram em Parnaíba ,  estiveram reunidos durante esta terça-feira (16) para reclamar sobre a distribuição de donativos. Os populares chegaram a fazer uma fila nas calçadas à espera dos caminhões com cestas básicas e outros insumos.
Segundo o morador Antônio José, ainda pela manhã houve a informação de que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania (SEDESC) iria até o local. 
Já por volta das 16h, um grupo de pessoas resolveu ir até a sede da secretaria para fazer uma manifestação contra o prefeito Mão Santa e  a secretária Adalgisa Moraes Souza.  

Com informações Portal Costanorte

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Governador se reúne com PTB, PSD, Progressistas e PR para definir governo

Depois de se reunir com MDB, Progressistas e PT, as três maiores bancadas da Assembleia Legislativa do Estado, o governador Wellington Dias se reúne nesta segunda-feira  (15), com os partidos menores. Ele ouvirá os deputados do PTB, PSD e PR. 
As reuniões ocorrerão de forma individual. Ele inicia a agenda de hoje com o deputado Nerinho (PTB).  A legenda encolheu na Assembleia, mas espera ocupar alguma pasta na administração estadual. O PTB manifesta desejo por pastas ligadas à infraestrutura. 
 Em seguida, o líder do Executivo Estadual recebe o presidente do PSD do Piauí, deputado federal Júlio César, e o deputado estadual Georgiano Neto. O PSD quer indicar o secretário de Cidades. O partido foi vencido pelo PT, partido do governador, na disputa pela Secretaria de Desenvolvimento Rural, agora não pretende abrir mão do novo pleito. 
O Progressistas será representado pelos deputados Firmino Paulo e Hélio Isaias. O presidente da sigla, senador Ciro Nogueira, já conversou anteriormente com o governador. O deputado Hélio Isaías é cotado para assumir uma secretaria. 
O PR disputa com o PSD a indicação para a Secretaria de Cidades.  O governador se reunirá com o presidente da sigla, deputado Fábio Xavier, e em seguida com o deputado Dr. Hélio. 
cidadeverde

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Janaína, Zé Santana e Hélio Isaías podem se afastar da ALEPI pra compor novo governo

Resultado de imagem para alepi
Os partidos aliados do governador Wellington Dias (PT) na Assembleia Legislativa do Estado avaliam que o governador deve convocar quatro deputados para secretarias. Caberá ao MDB, Progressitas, PT e PTB realizarem as indicações.
No MDB, o partido discute a volta do deputado José Santana ao governo. O partido não descarta a possibilidade dele reassumir o comando da Secretaria de Assistência Social (Sasc). 
A indicação do Progressitas poderá ser o deputado Hélio Isaias. Ele já foi secretário de Defesa Civil do Estado.
No PTB, o nome mais cotado é da deputada Janaína Marques. O deputado Nerinho deve permanecer na Casa. Janaína já foi secretária de Infraestrutura na gestão passada.
Com a convocação dos quatro deputados, os suplentes Warton Lacerda (PT), Ziza Carvalho (PT), Cícero Magalhães (PT) e Belê Medeiros ( PP) assumem cadeiras na Assembléia.
Essas convocações devem ocorrer até junho, mas para o segundo semestre novas convocações podem ocorrer. O número de suplentes pode chegar até 10.
cidadeverde

Servidores do estado terão renda unificada para IRRF

Resultado de imagem para irpfA renda de mais de 4 mil servidores estaduais, ativos, inativos e pensionistas, que possuem mais de uma matrícula será unificada para fins de cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF). A ação é feita pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência (Seadprev) por meio do CPF dos servidores.
A medida será implementada na folha a partir do mês de maio. O Estado atende a parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE), CJ nº 29/2019, à luz da lei nº 7.713 de 22 de dezembro de 1988, art. 7º,§ 1º.
No caso de inativos e pensionistas, deve-se aplicar a legislação específica para apuração da base de cálculo, respeitando as isenções devidas e posteriormente somadas todas as remunerações para aplicação da alíquota correspondente.
Atualmente, a alíquota do imposto é calculada para cada renda separadamente, ou seja, leva em consideração a matrícula. O valor total anual pago pelo servidor não será alterado, já que apenas aumentará o valor retido na fonte, que é revertido no Estado. A unificação pelo CPF já é feita por outros Estados do Brasil. Será identificada a fonte pagadora, que permita a unificação sem qualquer redução do valor bruto recebido pelo servidor.
De acordo com Ricardo Pontes, são 4.025 servidores com pelo menos dois contracheques ou mais nessa situação.  “O servidor não será prejudicado. Quando ele apresenta sua Declaração Anual do Imposto de Renda, a soma das rendas acaba levando o servidor a pagar o imposto de uma só vez, no ajuste anual, sendo este valor revertido para os cofres da União e não para o Estado.
Da Redação
redacao@cidadeverde.com

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Campanha contra influenza inicia na quarta (10) e pretende vacinar quase 900 mil pessoas no Piauí

A 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza inicia nesta quarta-feira (10) e deve vacinar, somente no Piauí, 894.873 pessoas. A campanha segue até o dia 31 de maio, sendo que o dia 4 de maio será o Dia D, com mobilização em todos os municípios.
O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, conclama o público-alvo para a vacinação, medida, segundo o gestor, eficaz para reduzir possíveis complicações de uma gripe. “Ao se vacinar, o indivíduo fica protegido ainda de doenças respiratórias mais graves, evitando ainda internações e a mortalidade decorrente das infecções pelo vírus da influenza”, disse Neto.
Este ano, a campanha tem duas novidades: a idade da criança foi estendida para menor de 6 anos de idade. Até o ano passado, era menor de 5 anos. Além disso, a campanha será em duas etapas, sendo que na primeira, de 10 a 19 de abril, serão atendidas, prioritariamente, as crianças e gestantes. 
Público prioritário da vacinação contra influenza:
- Crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias) 
- Gestantes 
- Puérperas
- Trabalhador de saúde
- Professores
- Indivíduos com 60 anos ou mais de idade 
- Povos indígenas
- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas
- População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional
- Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade (É obrigatório apresentar a prescrição médica).
Calendário de vacinação contra a influenza:
De 10 a 19 de abril
Crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias e gestantes
De 22 de abril a 31 de maio 
Todos os grupos prioritários 
No período, também será feita a atualização da caderneta de vacinação conforme a situação vacinal encontrada e as indicações do Calendário Nacional de Vacinação. 
De acordo com o cronograma do Ministério da Saúde, as doses serão entregues em seis etapas. O Piauí recebeu 385.505 doses, o que corresponde a 100% de cobertura para crianças e gestantes, primeiro grupo a receber a vacina.
A coordenadora de Imunização da Sesapi, Kássia Barros, explica que as doses recebidas já foram enviadas aos municípios e, à medida que as demais cheguem ao estado, serão transportadas imediatamente às Regionais de Saúde.
Autoria: Graciene Nazareno

Ao lado de prefeitos, W.Dias protesta em frente ao STF por votação sobre os royalties

Dentro da programação da 22ª Marcha a Brasília, prefeitos de todo Brasil se reuniram no final da tarde desta quarta-feira (09) na Praça dos Três Poderes, em frente ao Supremo Tribunal Federal, levando um bolo de aniversário dos 6 anos sem a votação na Corte que trata sobre a distribuição dos royalties do petróleo. Ainda no protesto, o grupo soltou balões pretos e até cantou "parabéns" à espera. 

Participando também do ato, o governador Wellington Dias (PT) defendeu que a receita proveniente dos royalties ajudaria e muito estados e prefeituras.
"Eu ainda estava no Senado Federal quando aprovamos aqui o projeto que tratou de uma forma justa da distribuição de royalties e participação especial. E ali, teve uma liminar, isso foi seis anos atrás, que impediu a validade da lei. O que os prefeitos, os governadores, o que o Brasil espera é que a gente tenha pautado esse voto, no caso da ministra Cármen Lúcia, que ele entre na pauta", explica. 
Wellington diz que o assunto já foi tratado com o novo ministro do Supremo, Dias Toffoli. E defende a lei como constitucional.
"Na minha avaliação, é uma lei sim, constitucional, uma lei justa, que pega riqueza que tá lá no mar, que pertence à União, a todos os brasileiros, para ser distribuído de uma forma justa com todos os municípios do Brasil, e também para os estados. É dinheiro para investimento. Não é dinheiro para prefeito, para governador", justifica.
Com a votação, o incremento na receita poderia chegar a até 70% do Fundo de Participação mensal, distribuída de todos os meses, que tem uma tendência de crescimento. "Acho que o melhor momento de decisão", diz confiante de que a questão possa ser levada a Plenário ainda neste semestre. 
"Precisamos de uma solução. Estamos aqui, esperando que o Supremo possa nos receber, parece que tem uma audiência sendo encaminhada para o dia de amanhã. Vamos tentar trazer aqui todos os presidentes [associações] das estaduais, para participar, dessa audiência para que a gente possa entregar o documento ao presidente do Supremo Tribunal paute essa matéria", disse o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Glademir Aroldi.
Sobre o protesto, o 180 ouviu ainda o senador Ciro Nogueira, que destacou o quanto a demora na votação prejudica os municípios. "É uma coisa inadmissível essa demora, não existe isso. Uma decisão de apenas um ministro, segurar uma situação por tato tempo. E tem prejudicado muito o país. Temos nos colocado exigindo que haja essa votação", disse.
Apoliana Oliveira/180 graus

Piauí tem 83 vagas em aberto do programa Mais Médicos

Resultado de imagem para mais medicos

Somente no primeiro trimestre de ano, 40 profissionais deixaram o programa.

Entre vagas deixadas por médicos cooperados cubanos e os brasileiros, o programa Mais Médicos no Piauí contabiliza 83 vagas abertas, em 43 municípios.  Dessas, 43 eram de médicos cubanos. Os dados, consolidados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), apontam ainda que somente no primeiro trimestre do ano, 40 profissionais deixaram o programa.
O programa do Ministério da Saúde visa incentivar a fixação de profissionais médicos para Atenção Básica nos municípios. No Piauí, o programa cobre 132 municípios piauienses, com 354 vagas para a atuação tanto na zona urbana como rural. Somente com os médicos cooperados cubanos, o programa contemplava 100 municípios, com 199 vagas. 
Após a saída daqueles profissionais, em novembro do ano passado, o Estado tem tido dificuldades em preencher as vagas. Os motivos são variados, como aponta a coordenadora do programa no Piauí, Idvani Braga. “A maioria das vagas deixadas são por médicos brasileiros, formados no Brasil que vão assumir outros empregos, por terem passado em residência médica ou por não quererem cumprir a carga horária, já que o programa exige que o profissional se dedique à Unidade Básica de Saúde”, explica a coordenadora.
Para aderir ao programa, o candidato deve atender aos critérios de contratação, aceitando todas as portarias. O cumprimento da carga horária de 32h de trabalho na Unidade Básica, incluindo visita às famílias em seus domicílios, além de mais 8h dedicadas a estudo e especialização, são alguns deles.
A Secretaria de Estado da Saúde aguarda o posicionamento do Ministério da Saúde em relação ao preenchimento dessas vagas para suprir as necessidades dos municípios: Dom Inocêncio, Luís Correia, Picos, Hugo Napoleão, Prata do Piauí, Capitão de Campos, Pio IX, Patos do PI, Esperantina, São Raimundo Nonato, Campo Maior, Pedro II, Monte Alegre do PI, Campo Largo do PI, São José do Divino, João Costa, Caracol, Parnaíba, Regeneração, Cajueiro da Praia, Boa Hora, José de Freitas, Novo Santo Antônio, Batalha, Cristalândia, Eliseu Martins, Matias Olímpio, Piripiri, Cocal, Inhuma, Sigefredo Pacheco, Água Branca, Avelino Lopes, Brasileira, Barras, Beneditinos, Marcolândia, Piracuruca, Palmeirais, São João do Arraial, União, São Pedro e Betânia.
Autoria: Denise Nascimento

Mão Santa viaja a Brasília e nomeia Gracinha para comandar prefeitura



No auge da enchente que assola a cidade de Parnaíba, o prefeito Mão Santa viaja a Brasília para participar da Marcha dos Prefeitos, evento realizado anualmente pela Confederação Nacional dos Municípios – CNM.


Antes da seguir viagem, Mão Santa baixou decreto instituindo o “Gabinete de Atenção as mazelas decorrentes das inundações”, que poderá tomar decisões durante sua ausência.

O gabinete é encabeçado pela filha Maria das Graças de Moraes Souza, a conhecida “Gracinha”, que de fato vai governar na ausência do pai.

Com a medida, Mão Santa evita a posse do vice-prefeito Marcos Samarone, hoje seu desafeto.

GP1

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Governo do Estado manda ajuda humanitária para duas mil famílias no litoral

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Defesa Civil (Sedec), enviou ajuda humanitária para duas mil famílias atingidas pelas enxurradas no litoral do Piauí. De acordo com a Sedec, serão beneficiadas mil famílias em Parnaíba, 500 em Luís Correia e outras 500 em Ilha Grande. Itens como cestas básicas, água mineral, colchões, kits dormitórios, kits de limpeza e kits de higiene pessoal compõem o material enviado.
Os donativos já estão em Parnaíba e serão repassados pelo Corpo de Bombeiros às coordenadorias de municipais de defesa civil, que devem fazer a distribuição aos desabrigados e desalojados.
Esse é o segundo repasse de ajuda humanitária Governo do Estado aos municípios do litoral. No final de março, por meio uma parceria entre a Secretaria de Estado da Defesa Civil (Sedec) e a Secretaria de Estado da Assistência Social e da Cidadania (Sasc), famílias de Parnaíba e Ilha Grande foram atendidas.
De acordo com o secretário da Defesa Civil, Raimundo Coelho, desde as primeiras chuvas intensas na região, o Governo do Estado tem procurado auxiliar os municípios afetados. “Com base nas informações que recebemos por meio de relatórios da situação, estamos prestando o auxílio necessário aos municípios. No final do mês passado, a Defesa Civil e a Sasc enviaram 200 cestas básicas, 100 kits de higiene pessoal, 100 kits de limpeza, 100 colchões, 100 kits dormitório e quatro mil galões de água mineral. Agora, estamos chegando com mais essa ajuda”, destacou o gestor.
Fonte: CCom

INSS passa pente-fino nos empréstimos consignados para combater vazamentos

O INSS deu início a um pente-fino nas concessões de empréstimos a recém-aposentados para combater o vazamento de dados de segurados para bancos e outras instituições financeiras.
Segurados que pedem aposentadorias e pensões têm recebido ofertas de empréstimo antes mesmo de serem comunicados pelo órgão de que os benefícios solicitados foram concedidos.
O presidente do INSS, Renato Rodrigues Vieira, admitiu que há “inegável fuga de informações” e o “aproveitamento indevido” de dados de segurados por empresas do ramo de crédito.
A investigação, iniciada há cerca de um mês, busca identificar se os vazamentos ocorrem nas três etapas que envolvem as concessões de benefícios previdenciários: o tráfego de dados nos sistemas da Dataprev (empresa de tecnologia da Previdência), nas análises dos requerimentos realizadas por servidores do órgão ou no processamento dos pagamentos por meio da rede bancária.
“Não podemos desconsiderar qualquer momento em que pode ocorrer fuga de informações, pois isso tornaria a nossa apuração precária”, disse Vieira. “No momento, temos a certeza de que as fugas de dados acontecem e há acesso a aposentados que nem sequer foram comunicados [da concessão do benefício]”, afirmou.
Dados de segurados ou beneficiários do INSS devem ser mantidos em sigilo e, em nenhuma hipótese, podem ser fornecidos a terceiros. Mas a reportagem já flagrou o comércio de cadastros com nomes de aposentados e pensionistas nas ruas da capital paulista e na internet.
Em fevereiro deste ano, uma página de compra e venda de produtos oferecia esse tipo de cadastro, sendo que o vendedor disponibilizava o seu número de telefone para combinar o preço.
Em abril de 2015, o Agora denunciou a venda de CDs com milhares de dados de aposentados nas proximidades do viaduto Santa Ifigênia, região central da capital paulista, a poucos metros da sede da Superintendência do INSS em São Paulo.
Além do vazamento de dados de segurados, o presidente do INSS afirmou que o órgão também promove a revisão de outros pontos considerados críticos em seu fluxo de informações, que são a prova de vida dos beneficiários (recadastramento de senha) e os contratos de prestação de serviço.
Alta do crédito
Os empréstimos consignados, que têm as parcelas descontadas diretamente dos salários de aposentados, têm crescido entre aposentados e pensionistas do INSS.
Em 2018, essa modalidade de crédito foi concedida 16,2 milhões de vezes a beneficiários da Previdência. O número é 6,1% superior aos 15,3 milhões de consignados registrados em 2017, segundo dados do INSS.
Quando considerado o valor total emprestado aos segurados, o crescimento é maior: o total acumulado em fevereiro deste ano é de R$ 129,3 bilhões, número 11% superior aos R$ 116,6 bilhões acumulados até o mesmo mês do ano passado, de acordo com dados do Banco Central.
Para reduzir o assédio de instituições financeiras a novos beneficiários, o INSS bloqueou a concessão desses empréstimos nos primeiros 90 dias após a concessão.
A Febraban informou que “os bancos trabalham com critérios rígidos de confidencialidade de dados”.
Fonte: Folhapress

Governador percorre bairros e visita famílias atingidas pelas chuvas em Parnaíba

O governador Wellington Dias visitou na manhã deste sábado, 6, as regiões atingidas pelas chuvas, em Parnaíba. No local, conversou com moradores e destacou que nos próximos dias será apresentado projeto de macrodrenagem na região para o escoamento das águas tanto em Parnaíba como Luís Correia e Ilha Grande.
Governador Wellington Dias visita famílias atingidas pelas enchentes em Parnaíba
Governador Wellington Dias visita famílias atingidas pelas enchentes em Parnaíba
Wellington falou que há soluções possíveis de serem resolvidas mas reconhece que o ideal é ter uma alternativa de habitação em regiões mais altas. "É necessário dar um destino para que áreas vulneráveis não sejam ocupadas com novas habitações", explica, enfatizando que esteve no Ministério da Integração Nacional que sinalizou para realização de obras para solucionar problemas que são recorrentes.
Governador Wellington Dias visita famílias atingidas pelas enchentes em Parnaíba
Governador Wellington Dias visita famílias atingidas pelas enchentes em Parnaíba
O governador destacou o trabalho feito pela prefeitura de Parnaíba, agradeceu a solidariedade da população que se envolveu e recebeu famílias em suas casas. A ajuda humanitária é importante e urgente e neste momento há todo um cuidado em conseguir abrigos, medicamentos, disse o governador.
Ele afirma que há outras 16 regiões atingidas e neste momento há um acerto com a CHESF para que não haja liberação das águas da Barragem de Boa Esperança. "A ideia é que haja um controle com a CHESF para que o problema não venha se agravar ainda mais", afirma.
O governador declara que o projeto de macrodrenagem para solucionar o problema não é barato e só a Prefeitura não tem condições de executar, portanto, é necessário parceria com os governos Federal e Estadual. Será firmado convênio com municípios para solucionar esses problemas", garante Wellington, explicando que no caso de Ilha Grande há necessidade de uma grande obra de mobilidade urbana.
Segundo o secretário de Defesa Civil, Raimundo Filho, o Governo do Estado vem prestando auxílio e ajuda humanitária e vai trabalhar na recuperação de áreas degradadas.
Em Parnaíba, os bairros mais atingidos por alagamentos são: Piauí, Do Carmo, Vazantinha, Fazendinha, Catanduvas e São Judas Tadeu. “Este é um momento que tanto os municípios quanto o Governo do Estado e o Governo Federal precisam estar unidos para reduzir os danos causados, mas também para prevenir novos problemas.  "Vamos unir esforços para levar a assistência que essas famílias precisam no momento. Qualquer ajuda é bem-vinda e estamos disponibilizando toda a equipe do governo para dar o amparo adequado aos atingidos pelas chuvas", disse Wellington Dias.
ccom

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Defesa Civil decreta estado de emergência em Parnaíba e mais sete municípios do Piauí

As fortes chuvas concentradas que atingiram a região norte do Piauí nos últimos dias provocaram o aumento do nível do Rio Parnaíba, fazendo com que residências em áreas ribeirinha fossem invadidas, deixando famílias desabrigadas.

A Defesa Civil afirmou nesta quarta-feira (03/04), que oito municípios piauienses devem entrar em estado de emergência devido aumento do volume de águas do Rio Parnaíba. Os municípios que apresentam maiores riscos de alagamento são: Lagoa Alegre, José de Freitas, São João do Arraial, Capitão de Campos, Ilha Grande, Luís Correia, Parnaíba e Campo Largo.

Imagem aérea do Piscinão no Bairro Piauí, em Parnaíba
Após a intensa chuva que caiu em toda a região Norte do Piauí na madrugada desta quarta-feira (03/04), o Rio Parnaíba atingiu o nível de 5 metros e 10 centímetros, já considerado um nível de emergência.

Em entrevista à Rede Meio Norte, o diretor da Defesa Civil, Vitorino Tavares contou que outros municípios também podem entrar na lista de emergência nos próximos dias.

“Outros municípios além dos oito que estão no decreto podem entrar na lista sendo eles, Piracuruca, Buriti dos Lopes, Luzilandia e Joca Marques” disse Vitorino Tavares.

O diretor da Defesa Civil explicou quais as características que o município deve apresentar parar se enquadrar no quadro de estado de alerta. 

“As principais características são aquelas que afetam as pessoas, os desalojados, os feridos, a pessoa morta, o então desabrigados, essas são as situações que se levam em consideração para decretação da situação de emergência.” 

Segundo Vitorino Tavares, a decretação de emergência é uma forma dos gestores ter uma mobilidade maior para tratar as regiões afetadas. 

“A decretação desse estado de emergência nada mais é do que um instrumento jurídico para que os gestores tenham condições de responder a melhor contento, dar uma resposta as pessoas que são afetadas por qualquer desastre. O gestor fica com mais mobilidade para tratar de algumas coisas sendo no campo da licitação ou da desapropriação, em fim tudo aquilo que seja para melhorar o atendimento as pessoas.” 

Nessas situações a Defesa Civil reune toda uma equipe para atender a população afetada pelos desastres.
“A Defesa Civil é composta por todos os governos, o Governo Federal, Governo Estadual e Governo Municipal e sociedade civil organizada, então todos aqueles que estão dispostos a colaborar na mitigação dos efeitos desse desastres são chamados e a Defesa Civil faz essa articulação”.

Fonte: Meio Norte

Câmara de Parnaíba contrata empresa para fornecer "coquetel de luxo"

Resultado de imagem para camara de parnaiba
Em meio a situação de emergência e calamidade pública que a cidade de Parnaíba atravessa, ainda contabilizando os prejuízos causados pelas chuvas intensas, onde muitos sequer tem um teto e o que comer, a Câmara Municipal de Parnaíba resolveu olhar apenas para o próprio umbigo – ou seria barriga, e jogando fora qualquer resquício de pudor, contratou empresa para fornecer “Coquetel de luxo” para os vereadores e convidados durante as solenidades.


O cardápio é variado e de dar água na boca: camarão empanado, pernil suíno, espetinhos de calabresa e chocolate quente.
Todo o serviço foi contratado pela bagatela de R$ 16.500,00 (dezesseis mil e quinhentos reais), valor que poderia ser gasto com a aquisição de cestas básicas para os flagelados pelas enchentes.
A população precisa lembrar que 2020 é ano de eleição e preparar o troco.

GP1

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Uespi lança edital com 70 vagas para especialização gratuita

A Universidade Estadual do Piauí (Uespi), através da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação (PROP), divulga edital com oferta de duas especializações lato sensu gratuitas, nos campi Profº Alexandre Alves de Oliveira (Parnaíba) e Profº Barros Araújo (Picos).
Uespi de Parnaíba


São ofertadas 70 vagas, sendo destinadas 35 para a especializações em Educação, Ética e Política, em Parnaíba; e 35 para Produção e Convivência com o Semiárido, em Picos. Os cursos serão totalmente gratuitos, devendo o candidato pagar apenas a taxa de inscrição. São destinadas 10% das vagas de cada curso aos servidores efetivos da Uespi.

As inscrições serão realizadas a partir das 10h do dia 04/04/2019 até às 13h do dia 24/04/2019 (horário do Piauí), exceto aos sábados, domingos e feriados. Os interessados devem imprimir o requerimento de inscrição; Fazer depósito, em espécie ou transferência bancária, no Banco do Brasil – Agência 1640-3, C/C 78.239-4, Fundação Delta do Parnaíba (Fundelta), no valor correspondente à taxa de inscrição, impreterivelmente até o dia 23/04/2018.

Os candidatos devem entregar até o dia 24/04/2019, às 13h, a Ficha de Inscrição Preenchida, o Comprovante de Depósito Bancário, o Curriculum Vitae comprovado (se não levar as cópias autenticadas, fazer acompanhado do original para conferência), Justificativa/Carta de Intenção, conforme Anexo IV, nos campi dos cursos ofertados.

O processo de seleção constará das seguintes etapas:

Prova Escrita Objetiva (de caráter eliminatório)
Justificativa/Carta de Intenção (de caráter eliminatório);
Entrevista (de caráter eliminatório);
Análise de Curriculum (de caráter classificatório)

A prova escrita objetiva terá duração de duas horas, será realizada no dia 05/05/2019 (domingo), no horário de 9h às 11h (horário do Piauí), nos campi dos cursos ofertados. A prova consistirá em múltipla escolha, com 05 (cinco) alternativas, e uma única resposta correta, composta por 20 questões, sendo cinco questões de Língua Portuguesa e 15 questões de Conhecimento Específico.

Confira:
FICHA DE INSCRIÇÃOFonte: Cidade Verde